domingo, 15 de março de 2009

profundooo :/

vamos falar, agora. diz-me tudo o que não disses-te, tudo o que não sentis-te... diz-me so esse tudo que me falta ouvir. o tudo que me faz cair de novo nos teus braços, para depois... depois? o depois que ficou e nao vai? esse depois. será tão punivel saber amar, para ter que sentir este aperto constante? sera tudo isto tão irreal, para me sentir perdida? hoje entendo o que é perder. mas eu não quero, não quero, não quero, não quero, porque não quero. continuo à espera de uma mão que agarre a minha, e me diga que tudo isto não passou de um pesadelo. mas o tempo voa nas nossas vidas, e as memorias fugiram-me do coração.

Sem comentários: