quinta-feira, 19 de março de 2009

blheccck

é dificil de arranjar todas as palavras para descrever todos os sentimentos que um dia senti (...) torna-se um quebra cabeças pensar em ti agora ! mas porquê ? porque é que estando eu aqui , e estando tu aí , continuo a sentir que preciso ... não de ti , mas do teu carinho . quero aprender tudo o que aprendi contigo , mais uma vez . quero viver tudo o que vivi , quero sentir ... só mais uma vez ! como é que podes ficar tao aéreo a isto ? como é que pode o teu coração , ser tão pequeno ... como ?!?! diz-me meu amor , porque é que tudo se tornou assim ? porquê ? podia começar tudo aqui ... uma rapariga , só mais uma de tantas magoadas , esquecidas pelo tempo e perdidas por entre vidas que teimam em não as acolher . confusas , entristecidas com a noite . precisam de presenças , de ausências está este mundo feito .

domingo, 15 de março de 2009

profundooo :/

vamos falar, agora. diz-me tudo o que não disses-te, tudo o que não sentis-te... diz-me so esse tudo que me falta ouvir. o tudo que me faz cair de novo nos teus braços, para depois... depois? o depois que ficou e nao vai? esse depois. será tão punivel saber amar, para ter que sentir este aperto constante? sera tudo isto tão irreal, para me sentir perdida? hoje entendo o que é perder. mas eu não quero, não quero, não quero, não quero, porque não quero. continuo à espera de uma mão que agarre a minha, e me diga que tudo isto não passou de um pesadelo. mas o tempo voa nas nossas vidas, e as memorias fugiram-me do coração.

sábado, 7 de março de 2009

falta de agua (?)

Senti uma mão humana a acariciar o meu cabelo. Vieram o calor e a brisa da noite. O brilho do Luar ilumina o meu pescoço e a chuva inrrompe inesperadamente. Ouço apenas a minha respiração, e não consigo sorrir. Das-me a mão, prometes-me o Mundo e eu tenho que decidir se vou ou se vais para sempre!